Instagram Facebook Twitter YouTube Flickr Spotify
11/06/2024

PA: Centro Especializado de Atendimento a Meninas e Mulheres Marajoaras (Ceame) é inaugurado com atuação permanente da Defensoria

Fonte: ASCOM/DPEPA
Estado: PA
O defensor público-geral do estado do Pará, João Paulo Lédo, esteve presente na cerimônia de inauguração do Centro de Atendimento Especializado às Meninas e Mulheres Marajoaras localizada na cidade de Breves, no arquipélago do Marajó, nesta quinta-feira (6). O evento contou com a participação de diversas autoridades e representantes da comunidade, destacando-se o compromisso com a proteção e o suporte às vítimas de violência de gênero na região.
 
A nova instalação, uma iniciativa fundamental para combater a violência contra mulheres e meninas no arquipélago, conta com uma sala fixa da Defensoria Pública do Pará. Essa unidade oferecerá atendimento jurídico e psicossocial às vítimas, proporcionando um ambiente seguro e acolhedor para denunciar abusos e buscar apoio.
 
O defensor-geral, João Paulo Lédo, ressaltou a importância do centro para a comunidade local. “A criação deste espaço é um marco na luta pelos direitos das mulheres marajoaras. A Defensoria Pública estará presente, não apenas para oferecer assistência jurídica, mas também para garantir que cada vítima receba o apoio necessário para reconstruir suas vidas”, declarou.
 
A secretária estadual das mulheres, Paula Gomes, enfatizou a relevância do centro no combate à violência de gênero. “Estamos dando um passo crucial para mudar a realidade de muitas mulheres e meninas que sofrem em silêncio. Este centro é uma prova do nosso compromisso com a justiça e a dignidade. Precisamos garantir que todas tenham acesso aos recursos necessários para viver sem medo”, ressaltou.
 
O arquipélago do Marajó enfrenta índices alarmantes de violência de gênero. Em 2022, foram registrados 550 casos de crimes sexuais cometidos contra crianças e adolescentes no arquipélago do Marajó. Desses, 407 foram estupros de vulnerável. A criação deste centro é uma resposta direta às necessidades urgentes da comunidade, oferecendo um refúgio e um ponto de apoio crucial para as vítimas.
 
Com a instalação da Defensoria Pública dentro do novo centro, as vítimas poderão contar com serviços jurídicos especializados, além de atendimento psicológico, orientações e encaminhamentos para outros serviços de proteção e suporte. Este esforço conjunto entre Governo, autoridades locais e a Defensoria Pública visa não apenas atender às emergências imediatas, mas também trabalhar na prevenção e na educação sobre os direitos das mulheres e meninas.
 
Sobre a Defensoria Pública do Pará
A Defensoria Pública é uma instituição constitucionalmente destinada a garantir assistência jurídica integral, gratuita, judicial e extrajudicial, aos legalmente necessitados, prestando-lhes a orientação e a defesa em todos os graus e instâncias, de modo coletivo ou individual, priorizando a conciliação e a promoção dos direitos humanos.
 
 
Compartilhar no Facebook Tweet Enviar por e-mail Imprimir
AGENDA
10 de julho (Brasília)
AGE
11 de julho (Senado)
Sessão Solene - 40 anos da ANADEP
13 de agosto (Brasília)
AGE
3 de setembro (Brasília)
AGE
1º de outubro (Brasília)
AGE
11 de novembro (Maranhão)
AGE
12 de novembro (Maranhão)
Reuniões das Comissões Temáticas e abertura do XVI CONADEP
12 a 15 de novembro (Maranhão)
XVI CONADEP
12 de dezembro (Brasília)
AGE
 
 
 
 
COMISSÕES
TEMÁTICAS
NOTAS
TÉCNICAS
Acompanhe o nosso trabalho legislativo
NOTAS
PÚBLICAS
ANADEP
EXPRESS
HISTÓRIAS DE
DEFENSOR (A)