Instagram Facebook Twitter YouTube Flickr Spotify
05/02/2024

RJ: Primeiro mutirão de vaga em creche de 2024 atende 86 famílias

Fonte: ASCOM/DPERJ
Estado: RJ
Juliana Bedingfield é mãe solo de João Pedro, de apenas um ano e um mês. O menino nasceu com microcefalia e apresenta alguns atrasos de desenvolvimento. Para que seu filho tenha os estímulos adequados, Juliana precisa conseguir que o garoto seja matriculado numa creche. Ela também depende disso para voltar a buscar emprego.
 
– No cadastro eu tive que sinalizar para que ele seja mandado para uma creche especializada por causa da deficiência. Acredito que essa vaga será fundamental para o seu desenvolvimento. Hoje eu estou desempregada porque cuido dele sozinha, o genitor não assumiu a paternidade, então como eu conseguiria trabalhar? – diz Juliana.
 
Assim como ela, mais 80 famílias foram atendidas no primeiro dia do Mutirão de Vaga em Creche da DPRJ em 2024. Realizada em Jacarepaguá, a ação foi voltada para a população da Zona Oeste da cidade, buscando a efetivação de vagas em creches para as crianças de 0 a 3 anos de idade. Todos os atendimentos foram realizados mediante agendamento prévio.
 
Kelly Cristiane também esteve no primeiro dia do Mutirão. Mãe de dois filhos, um deles com possível diagnóstico de autismo, ela também está desempregada. Kelly diz que seu filho caçula ir para a creche significa mais tempo para se dedicar às questões do primogênito.
 
– Essa vaga também significa mais tempo para cuidar não só do irmão mais velho, como de mim também, é uma maneira de completar a renda. Hoje, se eu começasse a trabalhar não teria com quem deixá-los, já que minha mãe é doente. – diz.
 
Para o coordenador de Infância e Juventude da DPRJ, Rodrigo Azambuja, a falta de vagas nas creches do Rio de Janeiro impacta diretamente na qualidade de vida da família.
 
– A educação infantil também possui um potencial extraordinário para o pleno desenvolvimento das crianças, pois nessa faixa etária possuem uma enorme capacidade de aprendizado e adaptação. – explica Azambuja.
 
Uma das defensoras presentes na ação, Patrícia Teles, explica que, por mais que o município do Rio de Janeiro já seja obrigado a fornecer as vagas para crianças, ainda é necessária a realização desses mutirões para garantir que esse direito seja efetivado para todos aqueles que precisam.
 
– A realização desses mutirões é fundamental para que possamos atender com agilidade essas famílias que necessitam dessas vagas com urgência e não conseguiram obter pela via administrativa. – ressalta Teles.
 
 
 
Próximas datas
 
Este foi apenas o primeiro de um planejamento de cinco dias de mutirões. Confira as datas e os locais dos próximos atendimentos:
 
- 03/02/2024 - exclusiva para moradores de Campo Grande e Santa Cruz, na sede de Campo Grande;
- 24/02/2024 - exclusiva para moradores de Jacarepaguá e Bangu, na sede dos Núcleos de Primeiro Atendimento de Jacarepaguá;
- 02/03/2024 - exclusiva para moradores de Jacarepaguá e Bangu; na sede dos Núcleos de Primeiro Atendimento de Jacarepaguá;
- 09/03/2024 - para os demais bairros da Capital, na sede Menezes Cortês (13º andar).
 
O agendamento deve ser feito pela Central de Relacionamento com o Cidadão (CRC) da Defensoria pelo telefone de ligação gratuita 129, disponível de segunda a sexta, das 9h às 18h, ou ainda pelo aplicativo Defensoria RJ, que tem versões gratuitas para celulares Android e IOS. Ele é fundamental para acomodar todos da melhor forma, evitar aglomerações e espera em filas.
Compartilhar no Facebook Tweet Enviar por e-mail Imprimir
AGENDA
12 de março
AGE
2 de abril
AGE
 
 
COMISSÕES
TEMÁTICAS
NOTAS
TÉCNICAS
Acompanhe o nosso trabalho legislativo
NOTAS
PÚBLICAS
ANADEP
EXPRESS
HISTÓRIAS DE
DEFENSOR (A)