Instagram Facebook Twitter YouTube Flickr
A ANADEP também está na Campanha Novembro Azul pelo combate ao câncer de próstata.
16/10/2019

MG: Apac e Defensoria mineira promovem 3º Casamento Comunitário em Caratinga

Fonte: ASCOM/DPE-MG
Estado: MG
A Defensoria Pública de Minas Gerais (DPMG) participou, no domingo, 6 de outubro, da terceira edição do Casamento Comunitário promovido pela Associação de Proteção e Assistência aos Condenados (Apac) de Caratinga.
 
Realizado em parceria com a Defensoria mineira e o Centro Judicial de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) de Caratinga, o evento oficializou a união de nove casais.
 
A cerimônia contou com entrada dos noivos em tapete vermelho; ornamentação especial; troca de alianças; benção ecumênica pelo padre Moacir e o pastor Gilberto Luiz; entrega de bem-casados e bolo; e apresentação musical, que ficou a cargo do Grupo Detalhes, Luana Pauline e Sonorização DJ Francis.
 
A coordenadora local da DPMG em Caratinga, defensora pública Tamiris Gomes Brandão, salienta que a ação visa garantir ao cidadão vulnerável o pleno acesso a cidadania, possibilitando o direito de regularizar a sua situação civil por intermédio do casamento.
 
A defensora frisa, ainda, a importância do estreitamento dos laços familiares para aqueles que estão em recuperação e cumprimento de pena em regime fechado. “A iniciativa contribui não somente para a estruturação da família, mas também para a formação do indivíduo e sua ressocialização, viabilizando a oportunidade de recomeço ainda dentro da Apac, com o fortalecimento familiar”, considera Tamiris Brandão.
 
A realização da cerimônia contou com o apoio de diversos parceiros: Mariá Noivas, Casa das Noivas, Gigi Azevedo Cerimonial, Rovenia Rust Decoração, Lendário Barbershop (produção dos noivos), Gabriel Alttera (produção das noivas), Antônio Augusto (fotos), Padaria Santa Cruz (doação dos bem casados) e Marcklano – Amplifoto.
 
Apac
 
A Apac é uma entidade sem fins lucrativos, criada a partir da experiência do advogado Mário Ottoboni, que desenvolveu uma metodologia de humanização do cumprimento de pena para presos da cadeia de São José dos Campos (SP), em 1972.
 
O método Apac apresenta-se como uma forma alternativa ao modelo prisional tradicional e busca a valorização do ser humano, oferecendo ao condenado condições de se recuperar e se reintegrar à sociedade.
Compartilhar no Facebook Tweet Enviar por e-mail Imprimir
XIV CONADEP
ANADEP INOVA
Escola Nacional das Defensoras e Defensores Públicos do Brasil
Novas 100 regras de Brasília
COMISSÕES
TEMÁTICAS
NOTAS
TÉCNICAS
Acompanhe o nosso trabalho legislativo
NOTAS
PÚBLICAS
ANADEP
EXPRESS
HISTÓRIAS DE
DEFENSOR (A)