Instagram Facebook Twitter YouTube Flickr
07/06/2019

PR: Projeto “Recomeçar” auxilia mulheres em situação de violência doméstica

Fonte: ASCOM/DPE-PR
Estado: PR
A Sede da Defensoria Pública do Estado do Paraná (DPE-PR) em Cianorte realiza o projeto “Recomeçar”. Batizado pelas participantes, a ação procura estabelecer iniciativas que busquem o bem-estar dessas mulheres. Em encontros quinzenais, as assistidas encontram apoio, orientação e acompanhamento psicossocial e jurídico, que é prestado durante encontros do projeto. Além disso, há os atendimentos psicológicos individuais mensais, com o intuito de trabalhar as demandas de cada uma das mulheres. Ao longo do ano, 18 encontros serão realizados. 
 
O projeto existe desde 2015, e oferece acompanhamento contínuo e sistematizado para mulheres que passaram ou estão passando por situações de violência doméstica. Segundo a coordenadora do projeto e assistente social, Grazielle Ganhão, o perfil das participantes é variado, mas a maioria é de meia idade, tem baixo poder aquisitivo e já rompeu relações com o agressor.
 
O projeto trabalha em articulação com a rede de serviços do município, especialmente com o Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS) e a Delegacia da Mulher, e conta, também, com a contribuição de outros membros da Defensoria.  Os encontros são realizados com mulheres encaminhadas pela própria instituição, por órgãos municipais ou que procuram o serviço.
 
Além das reuniões tradicionais, a ação promove atividades que incentivam a convivência familiar e comunitária e conta com o apoio de empresas privadas para realizar ações diferenciadas. Em 2019, a DPE-PR iniciou uma parceria com o curso de Estética e Cosmética da Universidade Paranaense (UNIPAR), esta oferece semanalmente, as quintas-feiras, atendimentos estéticos gratuitos, trabalhando a autoestima e o empoderamento feminino dessas mulheres.
 
As reuniões são realizadas a cada 15 dias, na Sede da DPE-PR em Cianorte (Avenida Maranhão, nº 255 - Centro, CEP: 87.200-980), às 19h30. Para mais informações sobre as datas e os temas debatidos, veja a tabela abaixo.
 
 
 
TEMÁTICA QUE SERÃO TRABALHADAS NOS ENCONTROS:
 
Acolhida das mulheres em situação de violência doméstica;
 
Raízes históricas da violência contra as mulheres e tipificação da violência doméstica
contra as mulheres;
 
Defensoria Pública: o que é e quais as áreas de atendimentos;
 
Sentimentos das mulheres em situação de violência doméstica;
 
Lei Maria da Penha: considerações do ponto de vista jurídico;
 
Desenvolvimento emocional e social infantil;
 
Autoestima da mulher em situação de violência doméstica;
 
Oficina de fortalecimento de vínculos;
 
Uso de álcool/drogas e a violência doméstica contra as mulheres;
 
Direitos sociais das mulheres;
 
Rede de atendimento à mulher em situação de violência doméstica;
 
Consequências da violência doméstica contra as mulheres;
 
Saúde das mulheres;
 
Precisamos falar com os homens;
 
Segurança das mulheres;
 
Família e violência;
 
Organização financeira familiar;
 
Oficina cultural e encerramento.
Compartilhar no Facebook Tweet Enviar por e-mail Imprimir
XIV CONADEP
ANADEP INOVA
Escola Nacional das Defensoras e Defensores Públicos do Brasil
Novas 100 regras de Brasília
COMISSÕES
TEMÁTICAS
NOTAS
TÉCNICAS
Acompanhe o nosso trabalho legislativo
NOTAS
PÚBLICAS
ANADEP
EXPRESS
HISTÓRIAS DE
DEFENSOR (A)