Instagram Facebook Twitter YouTube Flickr
07/02/2019

MT: Defensoria participa da abertura da 12ª edição do Ribeirinho Cidadão

Fonte: ASCOM/DPE-MT
Estado: MT
A Defensoria Pública de Mato Grosso participou da abertura da 12ª edição do projeto Ribeirinho Cidadão nesta segunda-feira (4), às 8h, em Santo Antônio do Leverger (34 km de Cuiabá).
 
O defensor público-geral, Clodoaldo Aparecido Gonçalves de Queiroz, representou a Instituição na cerimônia. “Foi uma grande honra participar da abertura do Ribeirinho Cidadão, que é um dos orgulhos da Defensoria Pública de Mato Grosso, que há 12 anos realiza, juntamente com o Tribunal de Justiça e dezenas de instituições parceiras, essa ação, que leva inúmeros benefícios a diversas comunidades que, de outra forma, não teriam acesso”, afirmou.
 
Segundo Clodoaldo, a função primordial da Defensoria é garantir justiça e cidadania para os vulneráveis, dentre os quais está a maior parte dos cidadãos que compõem as comunidades que serão atendidas pelo projeto. “Essas pessoas não possuem condições de se deslocar até os núcleos de atendimento da Instituição e, por essa razão, o Ribeirinho é um importante instrumento para que a Defensoria Pública, o Tribunal de Justiça e as demais entidades possam levar seus serviços ao maior número de pessoas possível”, disse.
 
A edição de 2019 do projeto deve ser a maior já realizada e a expectativa é que possa trazer ainda mais benefícios à população ribeirinha, muito além de acesso à justiça e aos serviços de saúde que anualmente são oferecidos. “Ainda consideramos que a participação da Defensoria deve ser ampliada e, por isso, já estamos nos programando para, mesmo em meio às restrições orçamentárias nesse período de crise, poder ofertar mais serviços na edição do ano que vem”, comentou Clodoaldo.
 
O projeto Ribeirinho Cidadão, da Defensoria Pública em parceria com o Poder Judiciário, recebeu de braços abertos toda a população de Santo Antônio de Leverger. Os atendimentos tiveram início oficialmente às 14h de ontem (4 de fevereiro), logo após a solenidade de abertura, quando os parceiros iniciaram o trabalho voluntário, realizando diversas atividades, tais como conciliações, corte de cabelo, palestras, distribuição de mudas, confecção de documentos e uma série de outros serviços.
 
Na programação de abertura foram realizadas apresentações artísticas e culturais, mutirão de serviços, casamento social de mais de 80 casais na beira do rio e atendimentos à população. O navio da Marinha utilizado no projeto já está aportado no município realizando atendimentos médicos desde sábado (2) e já foram realizados mais de 200 atendimentos de saúde (consultas médicas, procedimentos odontológicos etc.).
 
Os defensores públicos Munir Arfox, Milena Barboza Bortolotto e Joaquim José Abinader Guedes da Silva estão atuando no atendimento à população. “Pensou-se inicialmente que a necessidade dos ribeirinhos era só na parte jurídica, porém, constatou-se no decorrer dos anos que ia muito além. Com isso, o projeto foi crescendo e expandindo suas atividades, com o auxílio de dezenas de parcerias”, afirmou Munir.
 
Segundo o defensor público, há uma estrutura completa da parte jurídica dentro do Ribeirinho Cidadão. “Inclusive com a participação dos cartórios. Normalmente, o impasse é resolvido no decorrer dos atendimentos, com a sua solução definitiva. Somente alguns casos mais complexos são encaminhados às comarcas competentes. Há também outras informações e orientação jurídica”, explicou.
 
De acordo com o defensor, a satisfação de participar do projeto é indescritível. “Só o fato de ver estampado no rosto do cidadão, um sorriso, em razão da solução de seu problema, é impagável”, disse Munir, que atua no Ribeirinho desde a sua segunda edição. “Já são onze anos de alegria e satisfação de poder levar a essas pessoas, um pouco de conforto e atenção”, comentou.
 
A iniciativa da Defensoria Pública e do Poder Judiciário de Mato Grosso está levando serviços e cidadania a 46 localidades. A ação é dividida em duas etapas: fluvial, que começa em Santo Antônio e segue até o dia 14 de fevereiro, percorrendo 36 localidades, e a etapa terrestre, que vai de 17 a 25 de fevereiro, passado por 10 comunidades.
Compartilhar no Facebook Tweet Enviar por e-mail Imprimir
XIV CONADEP
ANADEP INOVA
Escola Nacional das Defensoras e Defensores Públicos do Brasil
Novas 100 regras de Brasília
COMISSÕES
TEMÁTICAS
NOTAS
TÉCNICAS
Acompanhe o nosso trabalho legislativo
ANADEP
EXPRESS
HISTÓRIAS DE
DEFENSOR (A)